Michel Haillard

Criador de universo

A curva que segue a evolução de um estilo ou de um movimento artístico parece passar da simplicidade à complexidade : os capitéis das colunas gregas começam com uma pureza formal dórica passando por um enriquecimento iônico, para terminar na exuberância carregada corintiana. O gótico primário nos leva de forma progressiva a um estilo extravagante enquanto o neoclássico da renascença passa pelo barroco, explodindo em um Rococo excessivo.

É possível dizer que os móveis de Michel Haillard têm um design barroco exótico e paradoxal. O design – palavra inglesa que originalmente significa esboço, oscilando também entre as definições de “desenho” e “projeto”- é “a busca por novas formas adaptadas às suas funções”. A palavra “barroco”, por outro lado, vem de “pérola irregular” ou selvagem. Uma olhada no dicionário revela alguns sinônimos: bizarro, excêntrico, tortuoso.

Os móveis de Michel Haillard conseguem juntar essas duas noções de um jeito surpreendentemente inspirador. Seriam suas poltronas, suas cômodas, seus divãs utilitários? Certamente: as poltronas são tronos para chefes de tribos, de dignitários imbuídos por sua importância ou de pessoas conscientes do valor relativo à qualquer decoro; as cômodas são canastras para documentos ou objetos preciosos e secretos; os sofás acolhem casais cuja paixão é intensa, e por outro lado dominada em seu exterior, à mesma maneira da simetria equilibrada das formas e dos elementos que os compõem.

Elementos que Michel coleciona há anos decorrente de suas buscas e explorações arbitrárias.

Exploração seria a palavra mais correta pois faz referência a aquilo que ele denomina de “persecução tribal” (expressão cuja excentricidade reflete perfeitamente o caráter de suas obras), que é ao mesmo tempo selvagem (por ser agradavelmente maliciosa) e lúdica (pois não exclui seu lado implicitamente humorístico). Haillard combina a aparência incontestavelmente natural de seus materiais – chifres ou presas de origens diversas, peles de leopardo, de crocodilo, de zebras que já fizeram a alegria de gerações de caçadores – com uma alma caprichosa, uma imaginação desenfreada, uma nostalgia sumptuosa e irônica. Sua “persecução” é ao mesmo tempo uma criação coerente e deliberadamente prolongada do inesperado, insólito; enquanto é “tribal” pelo seu caráter arrogantemente aristocrático, mantendo em paralelo e de forma subjacente o senso consciente do excesso.

Michel Haillard é (basta olhar sua foto) o Viking um pouco zombador extraído de suas névoas, estupefato pelas variegações das paredes e dos chifres de animais exóticos, tão fascinantes quanto naturais. Seria ele artista ou simplesmente “acumulador”? Artista, sem dúvida: pelo seu jeito tão pessoal de transmutar os objetos da natureza que ele encontra, de submetê-los à novas funções (Marcel Duchamp poderia ser seu tio) e, ao invés de desnaturá-los, investi-los de uma nobreza utilitária insuspeitada. No seu trabalho, dois estilos, duas fontes de inspiração, duas utilidades de uma criação artística se chocam, onde sua unidade entre em acordo através da visão fantasmagórica de um artista que, ao invés se submeter aos imperativos de seus materiais, os dobra à maneira de sua alma criadora.
Wim Toebosch,
Associação Internacional dos Críticos de Arte

Biografia

1959
23 October, birth of Michel Haillard in Saint-Denis, outside Paris.
1971-1993
Beginning of a great passion for objects and sculpture.
1976-1979
Ecole supérieure des Arts Modernes, Decoration Section then Advertising, Paris
1979-1980
Layout person for advertising (Saphir-New print)
1980-1987
Freelance cartoonist (Philips, Virgule, Help, fondamental, etc.)
1984
First animated film for the Scremm (Crédit Agricole)
1984-1987
Directed and wrote the scenarii of numerous animated films/videos for institutions (Crédit Agricole, Télécoms, Câbles de Lyon, Cité des sciences de Paris, etc.) Three prizes at the Festival du film d’entreprise de Biarritz
1987-91
Created, directed and wrote the scenarii for the animated cartoon series Sharky et Georges (104 episodes)

Exhibitions

1992
First exhibition of sculptures at the Village Saint-Paul in Paris
– Permanent Exhibition at Sylvain Calvier

1993-94
Exhibition “Composition”, Lyon and “Karen Blixen”, Samaritaine, Paris

1995-00
Group exhibition at the Studio Primo, Paris and at SAD, Beirut.
– Permanent exhibition at the Galerie Mostini, Paris
Salon Maison et Objets – Scènes d’intérieur
Various collaborations with numerous designers.- Stephan Woelk, Saint Paul de Vence
Antik France, L’île sur Sorgue
Comptoir de Megève
Too Dumb Blondes, Gstaad
Selvagio, Ascona
A mobilia, Zurich
Horst, Munich
Hausner design, Berlin
Paula Berg, USA
Al Bayt, Saudi Arabia
Petals, Dubai
Jato, Bologna
Jeroen Wolterink, Amsterdam
Rome
Exhibition  “Composition”, Lyon and “ Karen Blixen”, Samaritaine, Paris
Group Exhibition at the Studio Primo, Paris and SAD, Beirut.
Permanent Exhibition at the Galerie Mostini, Paris
Salon Maison et Objets – Scènes d’intérieur
Various collaborations with numerous designers
Stephan Woelk, Saint Paul de Vence
Antik France, L’île sur Sorgue
Comptoir de Megève
Too Dumb Blondes, Gstaad
Selvagio, Ascona
Etc…..
2000-2001
Permanent exhibition at the Galerie Nataf, Paris
Group exhibition at PMCO Style, Paris
Sanderson Hotel, London
2002
Permanent exhibition at the Galerie Omagh, Paris
One-man exhibition at the Galerie Bellecour, Lyon
Galerie The Link, Singapore
SB Interior Gallery, Marbella
Flemming Gallery, Atlanta
Louise Bradley Gallery, London
2003
Exposition personnelle à la Galerie Too Dumb Blondes, Gstaad
Exposition personnelle à la MiessenGallery.com, Brussels
2004
Permanent exhibition :
MiessenGallery.com, Brussels
Galerie Dunhill, 15 rue de la Paix, 75001, Paris
2005
Galerie Omagh, Paris
M Gallery, Brussels (Belgium)
Dunhill, Paris
Pavillon des Tuileries, with the Galerie Omagh, Paris
Guest of Honour at the Salon d’Automne, Paris
Moscow World Fine Art Fair, with the Galerie Omagh, Moscou
2006
Galerie Omagh, Paris
Salon  “ La Réserve ”, Knokke with M Gallery, Brussels (Belgium)
Headquarters of the Cirque du Soleil, Montreal
Creation of schemes for private individuals
2007
Galerie Omagh, Paris
M Gallery, Brussels (Belgium)
Creation of schemes for private individuals in Russia
2008
Galerie Omagh, Paris
Maison et objets
2009
Galerie Omagh, Paris
Galerie Lorenz Bach, Gstaad
Maison et objets
Volkhonka Fine Art Center, Moscou
2010
Galerie Omagh, Paris
Salon Adihex Abu Dhabi
2011
Galerie Omagh, Paris
Eurantica Fine Art and Antiques Fair, Brussels
Galerie La Plantation, Beijing

Visão geral do atelier

Publicações

couv1

Tribale poursuite
de Michel Haillard, Renaud Seigmann,
Jean Luc Cormier et Edgard Teboul

Broché: 117 pages
Editeur : Alternatives (11 octobre 2000)
Langue : Français
ISBN-10: 2862272477
ISBN-13: 978-2862272474

> Buy on Amazone

couv2

Michel Haillard
Edition bilingue français-anglais de Renaud Siegmann, Jean-Luc Cormier, Philippe Starck et David Macey

Relié: 120 pages
Editeur : Cercle d’Art (1 décembre 2007)
Langue : Anglais
ISBN-10: 270220855X
ISBN-13: 978-2702208557

> Buy on Amazone

Couv3

Trônes & Parures
de Michel Haillard
et Séverine Messier

Relié: 24 pages
Editeur : Michel Haillard
Langue : Français


Out of print

RSS
LinkedIn
Share